quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Emoção me define



Diário de uma cearense arrochada:

Tudo o que eu faço é com emoção. Eu sempre digo: "se não tiver emoção eu durmo"... e é bem verdade!

Quando eu era criança ouvia sempre um sermão quando recusava fazer o que quer que fosse... Aquele sermão que diz "a gente não pode fazer só o que gosta, mas o que precisa também!".

Aff! Não tinha argumento que desse jeito... o jeito era fazer, ou ficar de castigo! (não gosto de castigo, então...)

Só que eu aprendi muito. Entendi que a frase do sermão não está tão certa.

Passei a adotar outro modelo mental pra todas as situações que precisam ser feitas, mesmo que eu não goste de fazê-las. O novo modelo metal foi: é necessário, então se apaixone...

Se é necessário, apaixone-se pelo objetivo...
Se é necessário, apaixone-se pelo contexto...
Se é necessário, apaixone-se pelo método...
Se é necessário, apaixone-se pelo resultado!

Se é necessário, torne-o desejável, admirável, sedutor...

Vivo intensamente. Toda agonia, toda angústia... todas as conquistas!

Eu luto pelos meus dias. Eu faço a minha história.

E eu faço o que eu gosto! Que tal?

Nenhum comentário:

Postar um comentário