sábado, 23 de janeiro de 2016

Palavras presas

Diário de uma cearense que precisa falar...

Não sou de chorar com facilidade. Minhas emoções extravaso nas palavras liberadas dos meus pensamentos.

O que me acontece, normalmente, me deixa com a sensação de palavras presas, querendo fugir de alguma forma. Seja da forma escrita, seja da forma falada... porque dificilmente as minhas emoções se transformam em lágrimas, estas ficam retidas, me afogando em pensamentos recorrentes.

E as palavras são meio sacanas comigo. São minhas as palavras, poderia continuar deixando-as guardadas e quietas... Mas enquanto não as libero elas me sufocam. Fazem um motim na minha cabeça. Não me deixam em paz. Fico refém delas, dias e dias... até vomitar letra por letra.

Palavras presas fazem mal pro meu estômago, palavras presas deixam o meu sono inquieto... palavras presas me deixam a cabeça tonta e latejando... palavras presas deixam minha boca amargando.

Então as compartilho. Vezes pra quem quiser saber, outras em particular... e a minha alma se acalma!!! E então posso dormir tranquila. Libero minha mente pra que outras palavras venham tomar lugar, para que outras emoções sejam digeridas, vividas, presas e liberadas.








Um chá-churrasco à francesa

Diário de uma cearense muito feliz...

Já tínhamos até desistido de fazer um chá de fraldas pra nossa Laís, por diversos motivos pessoais que não farão tanta diferença citar agora.  Entretanto, como diz o dito popular, "quem tem amigos tem tudo". E é uma verdade de verdade. 

Bom, mas antes eu vou explicar o porquê do título.
Meu irmão mais novo casou-se em 2013 com uma linda francesinha de Toulouse, de família do território de Belfort. Eu e mais 12 brasileiros (entre família e amigos) fomos prestigiar o evento... 

Fomos com uma expectativa diferente da realidade que encontramos. O que me surpreendeu demais, de forma positiva. 

Havia uma simplicidade, uma cortesia e um carinho todo diferenciado na preparação da cerimônia. Vou relatar as que me lembro: 

01 - Os toldos para a recepção pós-cerimônia são montados pelos homens da família. Enquanto os noivos fazem as sua fotos românticas...

02 - A decoração é rústica, feita pelas mulheres da família. Que não compram rosas caras, elas colhem nos seus jardins. Nem ao menos contratam cerimonialistas, as coisas acontecem de forma simples e aconchegante.  Todo mundo faz alguma coisa. Eu mesmo ajudei a montar a escultura de marshmallow, algumas lembrancinhas e ainda fiz cabelo e maquiagem de um monte de mulher... 
E pra variar... ainda paguei de cantora chorona... :)    

03 - Os músicos são os amigos e familiares... e não precisa necessariamente ser profissional para prestar a sua homenagem. Basta querer homenagear o casal.

O que mais me encantou foi o fato de ter uma parte de cada um naquele momento tão importante pro meu mano e pra minha cunhadinha... Tudo simples, mas encantador. Muito emocionante.

Bom, voltando agora, assim também foi o chá de fraldas da Laís, minha princesinha. De repente minha cunhada sugere fazer um churrasco na casa dela. Coisa simples... mas as pessoas foram se engajando, foram levando o seu carinho... 

Quando olhei ao meu redor tinha uma decoração espetacular, feita por mãos habilidosamente abençoadas... Daí apareceram as trufas de chocolate, os brownies caseiros, o naked cake... e tinha o mestre churrasqueiro-DJ...  e gente montando mesas e cadeiras, e fazendo arroz, e trazendo baião de dois, e a farofa, e a salada... refrigerante, suco. Tinha até fotografo profissional (quando chegarem as fotos eu publico)...

E cada um estava comigo, e eu estava feliz... e eu estou feliz. Eu não teria feito melhor, nem mais a minha cara... nem de forma mais completa, simples e delicada...

Só tenho duas coisas a mais pra dizer:

01 - Eu sou muito abençoada por ter pessoas tão maravilhosas na minha vida;
02 - Minha filha é chique... o chá de fraldas dela foi à francesa!

OBS.: Senti falta de alguns amigos queridos que não estiveram lá... Principalmente, senti muita falta dos meus franceses lindos, Levi e Rachel!!!!

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Você ainda nem nasceu...

Diário de uma cearense esperando um bebê...

Filha,

Você ainda nem nasceu e já penso em você o tempo todo.
Você ainda nem nasceu e já me deixa completamente descabelada e com cara de cansada.
Você ainda nem nasceu e eu já tenho que cuidar da sua alimentação.
Você ainda nem nasceu e já me deixa sem ar...
Você ainda nem nasceu e eu já não durmo como antes.
Você ainda nem nasceu e já me acorda às 5h, depois 8h, depois 10h, depois 12h, depois 16h... só pra me avisar que está com fome...
Você ainda nem nasceu e já me faz compreender as preocupações da minha mãe...
Você ainda nem nasceu e eu já me sinto mais forte.
Você ainda nem nasceu e eu já faço orações pela sua vida todas as noites.
Você ainda nem nasceu e eu só consigo lhe desejar coisas boas.
Você ainda nem nasceu e já me emociona.
Você ainda nem nasceu e já me inspira.
Você ainda nem nasceu e já me completa.
Você ainda nem nasceu e eu já tenho orgulho de ser sua mãe.
Você ainda nem nasceu e já é o meu maior tesouro.
Você ainda nem nasceu e não consigo mais me imaginar sem você.

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

E ainda vai piorar...

Diário de uma cearense cheia de esperança:

Eu tenho narcolepsia,  fiz redução de estômago. Por isso, algumas coisas na minha gestação acabam acontecendo ou mais cedo, ou de forma diferente.

1. Durmo umas 14 horas por dia, ou mais. 2. Como praticamente de 2 em 2 horas, ou menos.
3. Com 7 meses de gestação voltei a vomitar, voltei a ter enxaqueca.
4. Andar 5 quarteirões me deixa exausta.
5. Tenho falta de ar, refluxo, dor nas costas. Dor no ciático.
6. Choro como quem descasca cebola assistindo coisas de mãe e filho.
7. A digestão está mais lenta... a azia apareceu.
8. Levanto como se estivesse levantando um armário junto comigo.
9. Minha glicemia as vezes fica muito baixa.
10. Estou esquecida, lenta e lesada... pesada!

Mas não importa. Pra minha esperança  tudo o que eu digo que estou sentindo o povo diz "você ainda não viu foi nada..."

:p