quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Coisando as coisas...

Diário de uma cearense que coisa tudo!

Na verdade este diário não deveria ser de uma cearense, mas de uma paraibana!

Minha mãe é expert na arte de dizer "coisa". Parece um idioma paralelo!
Ela vai ficar com raiva deste texto, mas também vai rir de doer a barriga, por isso eu vou escrever!

Eu e os meus irmãos sempre temos que interpretar o que significa a "coisa" que ela está pedindo. Até porque quando a gente pergunta: "mãe, que coisa?" Normalmente ela responde: "essa coisa aí, tá vendo não?"... Sempre muito esclarecedor!

Ontem, numa tentativa de me fazer sair de casa, ela me liga! O diálogo abaixo é a representa fielmente o que ocorreu.

Mamãe: "Minha princesa, como você está hoje? Meu bebê chorou mais não, né? Vem pra cá almoçar uma coisinha comigo... E tu aproveita e passa a coisa no meu cabelo."

Eu aceito, temerosa, mas é minha mãe, então deve ser "coisa" tranqüila.
Começo a imaginar se a "coisa" do cabelo vai exigir que eu leve meu secador e escova, ou se a "coisa" requer alguma perícia ainda não desenvolvida... Nada não! Qualquer "coisa" que seja o Google deve saber como se faz!

Ela termina a ligação dizendo: "eu vou dormir porque cheguei do plantão agora. Qualquer "coisa" se você bater na "coisa" e eu não abrir vai na casa da vizinha que eu deixei uma cópia da "coisa" da "coisa", aí você entra em casa."

Ok! Vocês entenderam tudo até aqui! Com certeza!

Quando eu chego faço exatamente como ela me recomendou. Entro em casa e começamos a conversar sobre qualquer "coisa".

Pergunto: "mãe, o que vamos almoçar?"
Ela responde: "a coisa que você mais gosta!" - responde com satisfação!

Respiro aliviada... Nada como um bom baião de dois de feijão verde e queijo coalho feito pela mamãe, com um ovinho frito pra acompanhar!

Ouso fazer outra pergunta: "E o que era que você quer que eu faça no seu cabelo?"
Pra quê eu perguntei?

Ela responde: "menina, tá vendo aqui não como está esta "coisa"? Vai lá no "coisa" e pega na prateleira da "coisa" a "coisa" que você vai "coisar" no meu cabelo... É melhor ler direitinho como faz a "coisa" pra não "coisar" errado!"

Após duas horas compilando todas as "coisas" eu digo: "Aham! Ok, mãe!? Tudo dominado!"

No final da tarde o cabelo dela ficou "coisado" do jeitinho que ela queria!

Vocês querem que eu traduza as "coisas"? Talvez seja tema para outro episódio deste diário... quem quiser poder tentar advinhar! Vai ser uma "coisa" no mínimo interessante.










Nenhum comentário:

Postar um comentário