segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Obesa? Se um dia fui não me lembro... capítulo 5

Mais um plano infalível...

A busca do tão sonhado peso ideal nos trouxe aventuras inesquecíveis.

Um belo dia meu marido decide que devemos fazer uma atividade física juntos. E ressalta a sua paixão por bicicletas. Decidimos que estava na hora de comprar as nossas bikes e botarmos o plano de ação em prática.

Só que aa coisas de Daniel são coisas de Daniel... a maioria de vocês imagina que fomos pesquisar preços das melhores bikes pra ciclistas amadores e depois de exaustivamente buscar a melhor opção compramos aquela que tinha o melhor custo x benefício...

Mas não foi bem assim... Mozim, vulgo Daniel marido, me levou pro Bom Jardim (famoso Good Garden,  um dos bairros mais tranquilos de Fortaleza, sqn). Conforme seu planejamento, perto do Posto Carioca  haveria de ter uma ótima opção de compra.

Ele não queria gastar muita grana. Então, depois de algumas lojas, encontramos as bichinhas... de ferro, sem marcha, sem nada! As duas por menos de R$ 200. Quase duas cargueiras pra aproveitar o ensejo e fazer algum bico como entregador nos tempos livres.

A empolgação não nos deixou perceber a roubada que estávamos entrando.

Mal chegamos em casa, desmontamos o transbike, vestimos roupinhas de ginástica, cada um com uma garrafinha de água fresca e partiuuuuu... ganhar a rua!

Até então eu lembro de gostar muito de andar de bicicleta. Só não lembrava que a última vez que tinha feito isso não estava pesando quase 90 kg.

O nosso primeiro fantástico passeio de bike terminou em menos  de 10 minutos.
Foi tempo suficiente pra ter uma fadiga muscular, conseguir estourar o joelho, estropiar a lombar, ficar sem ar como um asmático e uma taquicardia infernal.

Daniel não se convenceu da péssima aquisição. Então resolveu colocar  as marchas nas bichinhas... o que melhorou sensivelmente. De quase R$ 200 gastamos quase R$ 500 em acessórios.

Ainda fazemos passeios de bike, pelo menos duas vezes por semana, mas hoje temos bicicletas de vergonha... mas até chegarmos a estas foi muito sofrimento!

Histórias sobre bikes eu tenho várias... Então aguardem os próximos capítulos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário