sábado, 24 de janeiro de 2015

O tiro que saiu pela culatra

O momento de inspiração pra escrever sobre isso foi a nossa experiência na hora do almoço.

Hoje fomos a um dos restaurantes que costumamos almoçar aos finais de semana. Só que hoje o Daniel fez uma observação que me chamou a atenção...

Ele disse: "neste restaurante os garçons tem o hábito de retirar os pratos assim que você termina. Dá a impressão de que eles querem que você vá embora logo."
Então eu completei que parecia que eles não tinham pratos suficientes e precisavam repor o mais rápido possível...

Daí começamos a trocar ideias sobre as estratégias ruins. Aquelas que, enquanto eles acreditam aumentar o faturamento, na verdade espantam o cliente.

Situações:

1. Você entra "de boa" numa loja. Daí chega alguém e pergunta se você quer ajuda. Não sei o que você faz, mas eu me sinto intimidada e saio imediatamente da loja.

2. Voce está fazendo perguntas pra tirar dúvidas (sobre qualquer coisa). Só que você ainda não está satisfeito e a criatura pergunta se você deseja mais alguma coisa... pra mim isso soa como um polido pedido de "desocupa a moita".

3. Você vai comprar roupa, e, por ironia do acaso, escolhe experimentar uma roupa que não foi feita pro seu shape. E você tem consciência disso.  Quanto mais a pessoa que está te vendendo elogia o caimento, mais você sente vontade de cair fora...

4. Você vai à farmácia comprar um medicamento, o qual a necessidade de toma-lo não é bem um orgulho,  então o balconista vê tua receita e fala alto "fulano, ainda tem daquele Imozec mais forte?"

5. A pergunta que me dá calafrios: qual é o seu número de cadastro?

6. Minha vontade de entrar em qualquer loja é inversamente proporcional ao tamanho da fila (da entrada, do caixa...) não é porque o mundo todo está lá que eu quero também!

7. Promoção de itens ruins. Eca! Nem de graça!

8. Não ter estacionamento. Ou pior, estacionamento confuso.

9. Sem preço na etiqueta... me dá impressão de que deve ser tão caro, tão caro, tão caro que o preço é uma ofensa. Ou então o item deve ter o preço alterado conforme o dolar comercial, plus iof...

10. Atendente usa voz irritantemebte nasal... e usa expressões como "a gente podia estar reservando este item pra senhora..."

Este último é o fim... cansei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário