quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Descobrir é uma aventura

Diário de uma cearense redescobrindo...

Resolvi deixar o comodismo de lado. Resolvi redescobrir o prazer de conhecer.

Não estou falando apenas de novos conhecimentos técnicos. Na verdade, anseio por tudo o que é conhecimento. Tenho sede. E é insaciável.

Não sou uma devoradora de livros. Quem me dera... sou uma leitora de partes, quando muito, de metades de livros. Raros são os que li completamente. Raríssimos os que li mais de uma vez... mas continuo nesse ritmo, no meu ritmo.

Na verdade somente leio o que me cativa. E, ou, até o ponto que me cativa. Assim o conhecimento fica tatuado, impregnado, eternizado em mim.

Tenho curiosidade por conhecer os universos, as mentes brilhantes, as teorias, as origens do todo e de tudo. Tenho sede por tecer conexões concretas e particulares sobre o complexo e o singular.

A minha grande necessidade está em ver o que a mente é capaz de fazer.

Sempre que leio (qualquer coisa), ou que vejo filme, séries,  documentários... ou mesmo quando estou conversando, com qualquer pessoa, ou até quando estou observando o que acontece ao meu redor... nestas horas estou no meu momento de descobrir. Tento me envolver naquele enredo e descobrir seus segredos.
As entrelinhas são os meus enigmas prediletos.

Neuroticamente fico me perguntando o "como" e o "porquê". Faço conjecturas, faço conexões, desenvolvo teorias... e isso é fascinante.

Vivo no meu fantástico mundo, tentando decifrar os universos que existem nas pessoas, nos lugares, nos objetos, nas culturas... e isso não me cansa.

Tudo é  como uma brincadeira. É  a magia de aprender.

Nenhum comentário:

Postar um comentário