quarta-feira, 9 de março de 2016

Lições de vida com Candy Crush

Diário de uma cearense que amamenta jogando candy crush saga...

Com o advento do nascimento da Laís e, consequentemente,  com sua fome avassaladora, passo muito tempo amamentando. Não sou muito de ver TV... por isso, tive que encontrar um passatempo adequado para os no mínimo 50 minutos de mamada por vez.

Candy Crush tem sido um ótimo passatempo, concorda comigo a minha amiga Roselany, que vivencia a mesma experiência e me ajudou na indicação do game.

Vamos lá. Aprendi com Candy Crush que:

1. Ajudar alguém é de graça. Não precisa muito esforço pra enviar uma vida, movimentos extras, ou ainda, destravar um novo episódio.

2. Há fases que são difíceis, outras são chatas... mas sempre tem uma fase gostosa de se jogar entre elas.

3. Não adianta ter muitos boosters, ou movimentos extras, se você não tem uma vida.

4. O chocolate nem sempre é um grande vilão. Ele pode ser seu amigo se melar uma bomba prestes a explodir!

5. O jogo, às vezes, te permite conquistar boosters. Você tem que, no mínimo,  se esforçar.

6. Aquela coruja é perturbada. Mas mostra que o segredo é  o equilíbrio.

7. Quando você pensa que já viu todos os tipos de armadilhas ou bônus do jogo aparece um totalmente novo. 

8. Você vai ficar viciado. Cuidado com a síndrome de abstinência quando acabarem as 5 vidas.

9. Passar de fase dá um gostinho especial de vitória.

10. Veja o exemplo do sapinho.  Ele come doces até virar uma bolota... isso pode ser legal pra ele, mas na vida real não é!

Você pode completar esta lista.  Qual a lição que você aprendeu jogando Candy Crush?
😛😜😝

Um comentário: